• Meu perfil

    angelanatel

    angelanatel

    Escritora, professora, tradutora, linguista e teóloga, há vinte anos envolvida no trabalho voluntário de produção de material e ensino tanto no Brasil quanto em Moçambique. Licenciada em Letras - Português-Inglês pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUC/PR. Bacharel em Teologia pela Faculdade Fidelis, Curitiba/PR. Mestre em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUC/PR. Associada à ABIB – Associação Brasileira de Pesquisa Bíblica e participante da AHDig – Associação das Humanidades Digitais. Promove debates em blogs e reuniões informais além de ministrar aulas particulares de português, hebraico e inglês, cursos livres nas áreas de linguística, tradução, teologia e missiologia, e efetuar correções de textos em português. Mantém-se escrevendo, tanto em verso quanto em prosa, ligada ao teatro e à pintura, com o desejo de prosseguir em suas pesquisas (doutorado e aulas nas áreas de educação, teologia e letras) e trabalhos interculturais. Produção disponível em https://independent.academia.edu/AngelaNatel Banco do Brasil Agência 2823-1 C/C: 40006-8 Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7903250329441047 Editoria Online do Jornal: Direitos Humanos em Foco https://paper.li/f-1406058022 Outras redes: Twitter: @AngelNN http://www.pinterest.com/angelanatel/ http://www.skoob.com.br/usuario/902792 https://www.youtube.com/user/angelanatel http://vimeo.com/angelanatel007 http://www.linkedin.com/pub/angela-natel/65/296/58 http://www.babelcube.com/user/angela-natel Endereço para correspondência: Núcleo Rural Boa Esperança 2, Chácara 4 - Granja do Torto - Brasília - DF cep 70636-901 Banco do Brasil Agência 2823-1 C/C: 40006-8

    Visualizar Perfil Completo →

  • Follow Angela Natel on WordPress.com

Criamos monstros para transferir a eles nossas próprias monstruosidades.

win_20170207_08_22_58_pro

Foi a mulher que me deste.
Foi a serpente vil.
Foi da vontade celeste
foi a puta que o pariu.

Foi o diabo que me tentou.
Foi o político que extorquiu.
Foi o juiz que roubou.
Foi o outro que mentiu

Foi ele que começou.
Foi o pastor que mandou.
Foi ela que provocou.
Foi a mídia que divulgou.

Foi o banco que não facilitou.
Foi ela que se perdeu.
Foi o pai, a mãe, que não ensinou.
Foi o outro carro que bateu.

Foi a instituição que errou.
Foi a multa que venceu.
Foi o $ que ele não depositou
Foi o excesso que ele comeu.

Foi o filme que ela assistiu.
Foi a comida que estava estragada.
Foi a música que ela ouviu.
Foi porque ela não estava acostumada.

Foi Judas que traiu.
Foi Pedro que negou.
Foi a Bíblia que proibiu.
Foi Deus que criou.

Assim criamos para nós mesmos
nossos próprios bodes expiatórios
para transferir culpas e medos
mantendo o ciclo acusatório.

Angela Natel – 07/02/2017

Anúncios

Muito obrigada!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: